Entrevistas

Tamanho da letra:

Janine Nogara (Biůloga)


Como você se sente por ter escolhido essa profissão?
No in√≠cio n√£o √© muito f√°cil, foi dif√≠cil conseguir emprego, sem que tivesse uma especializa√ß√£o. Mas, hoje em dia n√£o poderia pensar em fazer outra coisa. Fa√ßo o que eu gosto, trabalho com arboriza√ß√£o urbana e com projetos ambientais. Fiz duas p√≥s-gradua√ß√Ķes, em gest√£o ambiental e per√≠cia, licenciamento e auditoria ambiental, o que me ajudou muito a visualizar os diferentes campos que o profissional da biologia pode seguir, com um bom retorno.

Como você descreveria sua profissão?
A profiss√£o de bi√≥logo, inicialmente, n√£o √© t√£o rent√°vel, mas, claro, depende da √°rea a seguir. Na nossa regi√£o n√£o se pode ter uma vis√£o muito rom√Ęntica do bi√≥logo, j√° que a grande maioria dos formados acabam dando aulas. N√£o temos mar, n√£o temos grandes florestas, mas temos grandes √°reas de culturas agr√≠colas, grandes frigor√≠ficos, e principalmente, temos um √≥timo campo na √°rea de consultoria e acessoria ambiental.
Para se dar bem na profissão é necessário estar atualizando-se sempre, estudando bastante, e focando em uma área específica que goste para que possa realmente se dedicar.

Fale sobre seu currículo.
Sou formada desde 2003, no curso de Ciências Biológicas da Unochapecó, Licenciatura e Bacharelado.
Fui estagi√°ria de Bot√Ęnica, nos anos de 2000 e 2001, na UEM - Universidade Estadual de Maring√°.
Passei no concurso da Prefeitura de Chapec√≥ em 2006, para o cargo de Fiscal do Meio Ambiente na FUNDEMA (Funda√ß√£o Municipal do Meio Ambiente), hoje SEDEMA ( Secretaria de desenvolvimento rural e meio ambiente). Trabalho especialmente com a arboriza√ß√£o p√ļblica do munic√≠pio, casos de risco em √°reas particulares, fiscaliza√ß√£o, desenvolvo projetos para licenciamento ambiental para o munic√≠pio e ainda, trabalho com palestras sobre quest√Ķes ambiental.
Pós-graduada pela UNOESC em Gestão Ambiental, 2009.
Pós-graduada pela UNOESC no curso de Licenciamento, Perícia e Auditoria Ambiental, 2012.

Como foi seu processo de escolher a profiss√£o?
No in√≠cio fiz dois anos seguidos de vestibular para direito, por n√£o saber exatamente o que queria e pela press√£o dos meus pais para que eu me decidisse por uma profiss√£o, sendo para eles¬† a melhor op√ß√£o na √©poca. Depois comecei a pensar em Medicina Veterin√°ria, por gostar muito de animais, mas tamb√©m, depois de pensar muito e de imaginar os animais sofrendo perto de mim, acabei desistindo da id√©ia. Foi ent√£o que decedi pela Biologia, j√° que al√©m de trabalhar com plantas, que eu sempre gostei, e animais, eu ainda teria campos como biologia marinha, entomologia, microbiologia, biotecnologia, gen√©tica, pesquisa, bot√Ęnica, entre tantas outras √°reas que eu poderia optar e me dedicar.

Como foi seu curso superior?
O curso de biologia, especialmente o bacharelado, √© bem puxado. Tem, que estudar bastante. Nos primeiros anos temos as mat√©rias b√°sicas como: matem√°tica, f√≠sica, qu√≠mica, biof√≠sica. Depois vem as mat√©rias espec√≠ficas como: geologia, bioqu√≠mica, bot√Ęnica, gen√©tica, evolu√ß√£o, ecologia, entre outras. Muitos nomes cient√≠ficos, muita qu√≠mica, muita estat√≠stica!

O que você aconselharia para alguém que estivesse iniciando na mesma área?
Foco em uma área que goste mais, especialização e renovação sempre. E muita dedicação. 
Os concursos p√ļblicos tamb√©m s√£o uma √≥tima op√ß√£o e todos os anos a FATMA, o IBAMA e as Prefeituras, abrem vagas.

Pontos positivos e negativos da √°rea.
O ponto negativo acho que é a valorização do profissional de biologia que ainda hoje não é tão reconhecido e muitas vezes substituído por outros profissionais, e o retorno, pois nem todos os biólogos são bem pagos, depende muito da área que você segue.
Ponto positivo, para mim, é poder sempre estar em contato com a natureza, observando árvores, pássaros, flores, e podendo trabalhar com tranquilidade.

"Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde vai." Sêneca
Todos os direitos reservados ŗ Michele Gaboardi Lucas © 2009 | Desenvolvido por Clipweb